Home Maceió Vereador “assombração” aliado de JHC é acusado de invasão no Benedito Bentes*

Vereador “assombração” aliado de JHC é acusado de invasão no Benedito Bentes*

0
Vereador “assombração” aliado de JHC é acusado de invasão no Benedito Bentes*

Maceió tem o maior déficit de oferta de vagas de creches entre as capitais do Brasil. De acordo com dados do Ministério Público Estadual, existe uma demanda de mais de 56 mil vagas, e a prefeitura do município só atende a 10% dessa demanda. Pela determinação do PME (Plano Municipal de Educação) 2015-2025, a cidade deve ofertar no mínimo 50% dessas vagas até o próximo ano.

Somente este ano, num processo de privatização da educação infantil, a prefeitura de Maceió começou a ampliar a oferta de vagas em creches, serviço que é de obrigação do município, com a reforma de prédios feita por terceiros, que irão abrigar 6 novas creches. Ainda assim, o vereador Siderlane Mendonça (PL), um dos mais ferrenhos aliados do prefeito JHC, “invadiu” uma Creche Cria, do governo do Estado, que está em fase final de construção, para criticar a demora na entrega das obras.

Segundo o vereador, as duas creches Cria no Benedito Bentes estão “paradas há mais de um ano”. Siderlane, no entanto, não consegue cobrar o funcionamento da Creche do Cidade Sorriso, no mesmo bairro, de responsabilidade da prefeitura, que ficou fechada por mais de um ano e só agora deverá começar a funcionar.

Durante a “invasão” à creche Cria, o vereador foi confrontado por um trabalhador no local. Após gravar vídeos para denunciar supostos atrasos em obras de creches do governo do estado, Siderlane Mendonça foi acusado de invadir terras no Benedito Bentes. “Se veste de mal-assombro para expulsar as pessoas”, diz o morador, também em vídeo que circula nas redes.

Ele interpelou o vereador e sua equipe e acusa o parlamentar de expulsar trabalhadores de áreas descampadas. “É assim, esse é o vereador Siderlane, que diz que trabalha pelo povo. A equipe dele fazendo aqui o que quer para expulsar os trabalhadores daqui”.

Nesse momento, o homem é abordado pelo vereador que pergunta: “O senhor é trabalhador de que?”. “Das máquinas de lavar ali na frente”, responde o homem. “E aí o que o senhor quer? Tu invade uma área pública e quer que eu mantenha o senhor?”, rebate Siderlane. O homem responde o questionamento com outro: “E tu não invadisse não? Tu pensa que eu não sou daqui? Tu tem invasão aqui, aquela ali da frente no mercado, o senhor tem uma área aqui”.

O diálogo continua com o vereador dizendo que autoriza o homem a denunciar. Nas imagens, ele mostra a roupa de fantasma que um membro da equipe do parlamentar segura em mãos. “Isso é uma palhaçada, se veste de mal-assombro para expulsar o pessoal. É o vereador das mídias que quer expulsar o pessoal que trabalha. Eu como trabalhador vou ser expulso por ele”, finaliza.

Respostas

Em nota enviada pela assessoria, o vereador diz que a denúncia é infundada, inverídica e sem sentido, “Visto que a área citada já é devidamente ocupada por construções particulares, não restando qualquer margem territorial pra invasão.



Fonte: Câmara dos Deputados

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here