Dick denuncia
Quarta, 05 Fevereiro 2020 14:46

Vereador oferece R$ 30 mil por apoio em áudio

Preto da Besta ainda envolveu na negociação o nome do deputado estadual Jairzinho Lira

Escrito por Redação com TribunaHoje
Vereador oferece R$ 30 mil por apoio em áudio Foto: TribunaHoje

A semana política no município de Lagoa da Canoa, localizado na região Agreste de Alagoas, pode ganhar contorno de crime eleitoral graças a um áudio vazado pelo vereador Getulio Damascena (PRP), conhecido como “Preto da Besta”, oferecendo dinheiro para uma liderança comunitária identificada como “Cido”. O áudio se tornou um viral nas redes sociais desde segunda-feira (3).

Na mensagem de voz encaminhada ao líder comunitário, o vereador oferece R$ 30 mil para que ele apoie a sua reeleição, citando, também, ter o apoio do deputado estadual Jairzinho Lira (PRTB) nesta partilha de recursos.

O áudio de Preto da Besta se resume no seguinte: “Dez mil na conta e o [deputado estadual] Jairzinho [Lira] vai lhe dar mais R$ 20 mil. Agora você vai me apoiar, ‘tá ligado’! É o seguinte meu amigo: ‘ou você vem pro lado de cá, ou você não vai ter dinheiro’. Dez mil que o Pedro da Besta vai lhe dar e o Jairzinho vai lhe dar mais 20 mil. E se você quiser, ainda tem um ‘tanquinho’ de gasolina por mês. Aproveite a promoção”.

A repercussão foi tamanha que o vereador Preto da Besta chegou a gravar um novo áudio em busca de justificar que tudo não passou de uma brincadeira. Na gravação, o vereador diz que “Cido”, o líder comunitário, é muito seu amigo e que tudo não passou de uma “zoeira”.

O deputado Jairzinho Lira, que está em segundo mandato na Assembleia Legislativa do Estado (ALE), foi procurado pela reportagem da Tribuna para comentar a situação causada pelo áudio do vereador por Lagoa da Canoa, no entanto até o fechamento desta edição, não houve êxito.

O QUE DIZ O TRE

Em contato com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a reportagem buscou saber se a Corte Eleitoral atuaria de alguma forma em relação ao áudio do vereador que buscava comprar apoio para a eleição deste ano.

Em resposta, a comunicação do TRE em Alagoas informou que “cabe ao TRE fazer as orientações ao eleitor no que concerne aos crimes eleitorais e, para isso, realizamos campanhas em todas as plataformas [redes sociais, internet, rádio e TV] para que nossa mensagem tenha um maior alcance”.

De acordo com a assessoria, “o cidadão que presenciar ou souber de qualquer crime eleitoral tem três opções para proceder com a denúncia: procurar diretamente o cartório eleitoral de seu município e fazer a denúncia, que será encaminhada ao Ministério Público ou à Polícia Federal ou fazer a denúncia via Ouvidoria do Tribunal, que vai receber o conteúdo e encaminhar pras Zonas Eleitorais. A denúncia pode ser feita pelo telefone (82) 2122-7779, e pelo www.tre-al.jus.br no link da ouvidoria, ou via e-mail pelo Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.”.

VERGONHA

A prefeita de Lagoa da Canoa, Tainá Veiga, classificou o áudio do vereador como “vergonha alheia”. A prefeita fez a crítica em entrevista ao portal 7Segundos.

Em 2016, o município viu um incidente político entre o deputado Jairzinho Lira e um aliado da prefeita Tainá Veiga.

Na época, o deputado foi acusado de estar visitando moradores na madrugada e ‘comprando’ votos em busca de eleger sua esposa Fabiana Lira.

Correligionários de Tainá Veiga teriam presenciado o suposto crime eleitoral e perseguido o deputado, que foi parar na delegacia de polícia e registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.), afirmando ter sido vítima de perseguição política.

Primeiro Momento © 2013 - 2018 Todos os direitos reservados.