Dick denuncia
Quarta, 17 Janeiro 2018 02:25

Reeducando que gravou áudio confessando cinco homicídios é ouvido pela polícia

Escrito por

Em coletiva à imprensa na tarde desta terça-feira, 16, o secretário estadual de Segurança, coronel Lima Júnior, afirmou que o reeducando José Stélio Marques de Souza Nizzo, responsável por gravar um áudio no qual faz ameaças e afirma ter matado cinco pessoas em nome de uma facção criminosa, já está sendo ouvido pela polícia.

 

De acordo com o secretário, é preciso investigar para saber até que ponto as confissões são verdadeiras. "É preciso checar se o que ele falou  realmente aconteceu, se quem ele disse que morreu realmente morreu, se foi como ele disse, e qual sua participação", explicou. "Mas assim que tivermos investigado, ele será responsabilizado pelos crimes que tiver cometido", completou

Delegacia de Homicídios

Durante a coletiva, o secretário também apresentou o novo coordenador da Delegacia de Homicídios, o delegado Eduardo Nero, que substitui o delegado Fábio Costa, agora diretor de área do município de Arapiraca.

Prisões

Na ocasião, Eduardo Nero também apresentou 11 homicidas, entre eles um menor de 17 anos, P.A.S., acusado de assassinar com disparos de arma de fogo, Thiago Miguel dos Anjos, no bairro do Benedito Bentes, parte alta de Maceió. A motivação do crime foi disputa entre facções criminosas.

Também foram presos Maxsuel Henrique da Conceição, vulgo "Sete", e Erick Enderson Vitório dos Santos, vulgo "Peito de Pombo", acusados de participar do duplo homicídio de Wesley Michael Kevin Silva de Araújo e João Vítor Nunes da Silva, no dia 3 de janeiro deste ano, no Vergel.

Primeiro Momento © 2013 - 2018 Todos os direitos reservados.