Dick denuncia
Domingo, 03 Maio 2020 10:21

Lacen dobra novamente número de testes para Covid-19 realizados em 24 horas

Laboratório Central de Alagoas chega à marca de 200 diagnósticos por dia; número total desde o início da pandemia ultrapassa os 2.500 exames

Escrito por Redação com Assessoria
Lacen dobra novamente número de testes para Covid-19 realizados em 24 horas Foto: Carla Cleto. Lacen/AL hoje produz dez vezes mais resultados do que no início dos testes, em 19 de marçorço

Tudo é novo quando o assunto é Covid-19. Até para a própria ciência, que estuda e desenvolve tecnologia para investigar os aspectos constitutivos e patogênicos do novo coronavírus. Na corrida contra o tempo, o Laboratório Central de Alagoas (Lacen/AL) – casa de excelência na realização de exames laboratoriais de média e alta complexidade no estado – dobrou mais uma vez a marca anterior.

Desde o início da semana, a unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) passou a registrar uma média de 200 diagnósticos produzidos por dia. Até a última quarta-feira (29), já havia ultrapassado o total de 2.500 testes do tipo RT-PCR, com 2.696 amostras recebidas e 2.494 liberadas.

O laboratório amplia a relevância de sua contribuição na incessante batalha contra um inimigo que não descansa. A parceria com o laboratório do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) ajudou a turbinar a estatística, mas o titular do Lacen, Anderson Brandão Leite, prevê que o número ainda deve ser incrementado. “Os testes na Ufal já iniciaram, mas o laboratório ainda não está com a capacidade total instalada. Vai começar com todo o vapor agora. Esta semana fechamos a validação do equipamento”, anunciou.

O Lacen/AL, que emitiu os primeiros diagnósticos a partir de 19 de março, com cerca de 20 testes diários, hoje produz dez vezes mais. “Conseguimos aumentar a produção em 100%. Isso se deu com a otimização dos processos e da atuação do material humano altamente qualificado que temos por aqui”, aponta o gerente do Lacen, que é pesquisador – formado em Ciências Biológicas e doutor em Ciências da Saúde pela Ufal.

“A gente está trabalhando 24 horas. Só mantemos um período de descanso dos equipamentos para fazer uma manutenção preventiva e limpeza”, assegura.

Foto: Carla Cleto

Bio-Manguinhos

Os kits de testes RT-PRC já realizados pelo Lacen/AL foram enviados – sem qualquer custo para o Governo do Estado – pela empresa Bio-Manguinhos, unidade produtora de imunobiológicos do laboratório Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). O quantitativo se encontra disponível no Portal da Transparência da Bio-Manguinhos, que fornece kits para laboratórios centrais de todo o Brasil.

Para evitar o risco de indisponibilidade no acesso aos kits e acelerar a realização de diagnósticos em Alagoas, o Governo do Estado também contratou mais 2.200 (dois mil e duzentos) testes do laboratório de análises clínicas Biomega, situado na cidade de São Paulo.

Por fim, ao somatório de testes do tipo RT-PCR, acrescentam-se os 13 mil testes rápidos já entregues para unidades de saúde na capital e no interior, além outros 10 mil que estão sendo enviados ao longo dos últimos dias.

Primeiro Momento © 2013 - 2018 Todos os direitos reservados.