Dick denuncia
Sexta, 31 Maio 2019 07:10

Pinheiro terá estação para monitoramento meteorológico no Quartel do Exército

Serviço contratado pela Braskem pode prever volume de chuva com dez dias de antecedência

Escrito por Redação com Assessoria
Pinheiro terá estação para monitoramento meteorológico no Quartel do Exército Foto: Divulgação

Uma estação meteorológica de última geração será instalada nesta segunda-feira (06), dentro do Quartel do Exército, na Avenida Fernandes Lima, em Maceió. Com a chegada do equipamento, o objetivo é tornar as previsões de tempo mais precisas no bairro do Pinheiro, calculando com maior antecedência a quantidade de chuva prevista para a região.

A estação meteorológica é multifuncional: além de medir o volume da chuva, ela também mede com maior exatidão a temperatura, a umidade do ar, a pressão atmosférica, a direção e a velocidade do vento. Segundo Gleyson Marquesin, gerente de operações da PCP Engenharia, empresa contratada pela Braskem para realizar a instalação da estação, a tecnologia permitirá prever o volume de chuva com até dez dias de antecedência.

A instalação da estação meteorológica para o bairro do Pinheiro faz parte de um conjunto de ações emergenciais propostas pela Braskem em parceria com o Município de Maceió, o Ministério Público Federal (MPF-AL), Ministério Público Estadual (MPE-AL), Ministério Público do Trabalho (MPT-AL) e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-AL) para mitigar os efeitos do período chuvoso no bairro.

Big data

A estação meteorológica captará uma multiplicidade de dados, sendo interligada a uma rede de estações pluviométricas localizadas em toda a costa brasileira. “Isso nos permitirá agregar informações e aumentar a assertividade das previsões”, explica Marquesin, acrescentando: “por meio do big data, vamos gerar relatórios que serão facilmente analisados pelos técnicos e gerar alertas de segurança”.

Todos os dados serão coletados constantemente – os referentes ao volume de chuva, de minuto a minuto. As informações serão geradas e armazenadas automaticamente em sistemas em nuvem, a cada 15 minutos, sem a necessidade de uma infraestrutura de internet 3G ou 4G para captação remota. Depois de correlacionadas e processadas, serão disponibilizadas para a Defesa Civil, de hora em hora, em uma plataforma online.

Dentre outros equipamentos, a estrutura da estação meteorológica comporta um pluviômetro com capacidade para medir até 225 milímetros de chuva por hora. “Para efeito comparativo, no início da madrugada de 28 de janeiro, quando choveu em Maceió o previsto para um mês inteiro, houve registro de 120 mm de chuva. Ou seja, utilizaremos um pluviômetro de alta capacidade e conseguiremos medir, da garoa à tempestade, com alta precisão”, garante o gerente de operações da PCP Engenharia.

Primeiro Momento © 2013 - 2018 Todos os direitos reservados.