Secretaria de Segurança do Estado

Quem passa pela região Sul ao Agreste do Estado já experimenta uma viagem diferente pelas estradas alagoanas. Isso porque, o primeiro trecho da duplicação Maceió-Arapiraca, da rodovia AL-220, ganha forma e entra agora nas etapas finais de execução. Com 18,3 quilômetros de extensão, a obra conta com 60% dos trabalhos totais concluídos e atividades realizadas ao longo de todo trecho, que compõe as ações do programa Pró-Estrada.

Em estágio mais avançado, os serviços de terraplanagem estão 85% finalizados com atividades encerradas até o quilômetro 12 e executadas até o 18. Já os trabalhos de pavimentação tiveram a primeira camada de asfalto aplicada até o quilômetro 10,4 da duplicação, que vai da Barra de São Miguel até o município de São Miguel dos Campos.

Paralelamente à execução da terraplanagem e pavimentação, a equipe técnica da Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), responsável pela obra, realiza ainda a construção da barreira New Jersey. Este equipamento funcionará como isolamento de concreto para separar os dois sentidos das vias e garantir mais segurança viária à população.

Nas próximas etapas, a obra seguirá com serviços que já vêm sendo executados e que agora serão iniciados no restante do trecho. Além disso, serão também iniciadas a última camada do pavimento da pista e a sinalização horizontal e vertical dos 18,3 quilômetros da via.

Duplicação Maceió-Arapiraca

Junto com o primeiro trecho, as obras da rodovia AL-220 contam ainda com mais duas etapas totalizando 81,7 quilômetros de duplicação ligando a capital Maceió até Arapiraca, como explica o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral.

“Enquanto a equipe dá celeridade aos trabalhos de duplicação neste primeiro trecho, nós já demos ordem de serviços para os outros dois trechos. O segundo, conectando São Miguel dos Campos a Campo Alegre, e o terceiro último de Campo Alegre até Arapiraca. São mais de R$180 milhões investidos com recursos próprios do Estado por meio do Pró-Estrada, que é um programa que vem transformando o conceito de mobilidade urbana em Alagoas”, reitera o secretário.

O processo de modernização implantado pela atual gestão da Polícia Civil de Alagoas ganha mais um aditivo com a aquisição de 100 novas armas longas, que serão utilizadas no combate ao crime, dando mais segurança à sociedade alagoana. O novo quantitativo de material bélico chegou ao setor de armas da Polícia Civil na tarde desta sexta-feira (16).

O equipamento comprado com recursos do Fundo Especial de Segurança Pública do Estado de Alagoas (Funesp), no valor de R$ 570 mil, é composto por 50 carabinas e 50 submetralhadoras, calibre .40, coronha retrátil e dobrável, que permite a utilização do armamento embarcado com mais agilidade, da fabricante Taurus.

O policial civil e assessor técnico Ednildo Macena, que dirige o Núcleo de Regulamentação, Registro e Controle de Armas, Munições e Explosivos (Nurrcame), explicou que a nova aquisição permitirá o descarte de metralhadoras, calibre 9 mm, com mais de 45 anos de uso, que já estão obsoletas.

Todo o armamento foi previamente avaliado na fábrica da Taurus, com testes que totalizaram o uso de 4.500 munições, acompanhados por dois membros da Comissão de Avaliação e Modernização Bélica (CAMB), formada por policiais civis especializados em armamento e munições.

As novas armas serão entregues, a priori, para os grupamentos especiais, delegacias especializadas e regionais, entre outras unidades que necessitam de equipamento.

O delegado Aydes Ponciano, gerente de Estatística e Informática (Geinfo), ressaltou que, além desses novos equipamentos, em 2017, a instituição recebeu 502 novos coletes balísticos e 370 pistolas, marca Taurus, modelo PT 840, calibre .40.

Com todo esse investimento, o delegado-geral Paulo Cerqueira, reafirmou que a Polícia Civil de Alagoas dispõe hoje de uma estrutura que permite dispor de uma arma individualizada, algemas e colete balístico para cada policial, devidamente acautelados para o trabalho diário, uma meta que foi conquistada com a atual gestão.

“Equipar a Polícia Civil com armamento é uma grande conquista, que se deve ao esforço das equipes da PC e da Secretaria de Segurança Pública e, também, ao empenho e apoio do Governo do Estado, que continua garantindo o investimento na segurança com a compra de novos equipamentos”, finalizou Paulo Cerqueira.

Novos investimentos em diversas áreas estão programados para o ano de 2018. A intenção da atual gestão é atingir o número de 250 armas longas, quantitativo ideal para suprir a necessidade das delegacias e grupamentos operacionais da instituição.

 

A Prefeitura Municipal do Passo de Camaragibe realizou seis dias de festa para a celebração do Carnaval no município, que teve inicio na quinta-feira (8) com o Concurso Bumba Meu Boi.

O Passo Folia atraiu moradores locais e foliões de municípios vizinhos, aquecendo o turismo e a economia da cidade. Entre as atrações estiveram artistas regionais de variados estilos musicais, para agradar a todos os gostos.

Alem das atrações musicais, vários blocos que se apresentaram no Centro e na Barra de Camaragibe foram pontos altos dos dias de folia. Moradores e turistas de vários estados brasileiros aproveitaram a animação e o clima de paz para curtir as marchinhas, o samba e o repicar dos tamborins e da bateria que ecoavam por toda a cidade.

Pensando na tranquilidade de todos os camaragibanos e visitantes, a Prefeitura montou também uma estratégia que contou com a participação das Secretarias de Turismo, de Saúde, Trânsito e Limpeza, além da Secretaria de Segurança Pública que trabalhou apoiando as Polícias Civil e Militar. Como também com o trabalho dos Bombeiros Civis.

No quesito limpeza, Passo também obteve nota 10. As equipes trabalharam durante todos os dias de festa e previamente recolhendo e limpando toneladas de lixo, como por exemplo a varrição nas ruas e nas praias.

"Aqui no Passo a festa ja começou no dia 08, com o Concurso do Bumba Meu Boi. Além disso teve muito bloco na rua e festa na cidade e na Barra de Camaragibe que foi para ninguém ficar de fora. O carnaval é uma festa tradicional e importante para a cultura e a economia da cidade. Foi mais um evento com a organização e segurança que já viraram marca da nossa gestão. E no dia 17 ainda tem a ressaca do carnaval. É muita folia no Passo", ressaltou a prefeita Vania Câmara que convida a todos para participarem do Bloco Tudo Azul, representando a Ressaca do Carnaval, no dia 17.

A tradicional Festa do Bom Despacho reuniu milhares de pessoas no povoado do Passo de Camaragibe nos dias 01 e 02.

O destaque ficou pela grande estrutura proporcionada pela prefeitura do Passo. Com policiais e segurança privada fazendo com que as diversas famílias que estavam presentes se sentissem seguras e pudessem se divertir com tranquilidade.

Alem disso, teve também a apresentação da Orquestra Tradicional do município tocando músicas que deixaram o público emocionado.

A festa é antiga e muito tradicional, o que acaba atraindo muitas pessoas da região para participar das comemorações em homenagem a Nossa Senhora das Candeias, padroeira do povoado.

Para festejar em grande estilo, a prefeita Vania Câmara garantiu a animação com shows artísticos que foram realizados nos dias 01 e 02 com as bandas Bond Swing, Edson Maroto, Chibakana. A cantora Walkyria Santos, Forrozão das Antigas e É nós na Farra.

Foto: Paulo Tourinho
Foto: Bero Carvalho

 

Em Cultura

Sessenta e dois novos agentes passam integrar o quadro da Polícia Civil alagoana. A solenidade de formatura foi realizada, nesta sexta-feira (26), na Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal). As nomeações, assinadas pelo governador Renan Filho, foram publicadas na edição de quarta-feira (24), do Diário Oficial do Estado (DOE).

O secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Lima Júnior, representou o governador na solenidade, destacando que a redução da violência que ocorre hoje em Alagoas se deve, inclusive, ao apoio do Governo e à união e integração dos órgãos que compõem a pasta.

Ele salientou os esforços que o delegado-geral Paulo Cerqueira tem feito em favor da instituição que dirige e do povo alagoano no combate à criminalidade. E acrescentou: “A missão do policial é a mais nobre do mundo, pois é ele quem arrisca a própria vida em defesa de pessoas que sequer conhece”.

Paulo Cerqueira fez um breve balanço dos avanços da Polícia Civil no ano de 2017, ressaltando que, com o apoio do Governo estadual, foi nesse período que o órgão fez a maior aquisição de materiais. “Foram 87 fuzis, 2.144 coletes balísticos, 250 pistolas, centenas de algemas e munições”, enumerou.

“Em 2017, conseguimos realizar um sonho antigo: que cada policial tenha equipamento de proteção individual”, adiantou. Junto com o secretário Lima Júnior, ele fez a entrega simbólica de um kit (pistola, colete, algema e munição) à formanda Cayenne Carvalho, e disse que os demais poderão se dirigir ao setor de armas da PC para pegar seu material de trabalho.

O delegado-geral citou ainda a construção do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia de Narcóticos, em andamento no bairro Chã de Bebedouro - um investimento superior aos R$ 6 milhões, como uma grande cnquista do atual Governo de Alagoas.

“Nossa produtividade também aumentou e, hoje, 77,88% dos inquéritos concluídos apontam a autoria. No ano passado foram 14 mil conclusos, com 11 mil indicando os autores”, informou.

O deputado estadual Ronaldo Medeiros, que participou da luta em favor da convocação dos novos agentes, afirmou que o governador Renan Filho tem valorizado a segurança, inclusive com a realização de concursos públicos. “A sociedade espera muito dos senhores”, disse.

Para o diretor da Academia de Polícia Civil, Antônio Carlos Lessa, Alagoas vive uma nova polícia judiciária, graças à sensibilidade do governador e a determinação e serenidade do delegado-geral Paulo Cerqueira.

Ele agradeceu ao Governo pela convocação dos novos policiais e, também, as parcerias com outras instituições da segurança – Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Perícia Oficial, além de delegados, agentes e escrivães que atuaram como instrutores do curso, de forma espontânea e gratuita. O paraninfo da turma e o orador oficial Hélder Gomes de Lima, também discursaram.

A solenidade teve ainda as presenças do secretário adjunto da Segurança Pública, delegado Manoel Acácio; da delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Kátia Emanuelly; do chefe da Perícia Oficial, Manoel Melo; do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Adriano Amaral; do subcomandante da Polícia Militar, coronel Wilson da Silva.

Também prestigiaram o evento, o corregedor-geral da Polícia Civil, delegado Valdecks Pereira, os diretores de área da PC, delegados Cícero Lima, Fábio Costa, Ana Luiza Nogueira, e Mário Jorge Barros, da Deic, representando a Associação dos Delegados de Polícia (Adepol), entre outras autoridades.

Os 62 novos policiais civis, aprovados em concurso público promovido pelo Governo de Alagoas, participaram de curso de formação, com aulas ministradas no prédio da Gerência da Academia de Polícia Civil de Alagoas (Gapocal), localizada no bairro Santa Amélia, e instruções táticas e práticas em diversos pontos da capital alagoana.

O curso constou de disciplinas práticas e teóricas, entre elas, investigação policial, noções de direito penal, processual penal, prática de tiro policial, defesa pessoal, direitos humanos, primeiros socorros e direção de viatura policial.

Os docentes e instrutores receberam o agradecimento dos formandos pela importância dos conhecimentos transmitidos e da abnegação e compromisso em passar o melhor ensinamento.

Primeiro Momento © 2013 - 2018 Todos os direitos reservados.